Arquivo da categoria: Dicas

A praça é nossa!

Olá, no último sábado, dia 13/06/2015, aconteceu, pela primeira vez, o evento PRAÇA – Ocupação Cultural e Gastronômica, na praça Monsenhor Edmundo Backes na cidade de Novo Hamburgo, RS. Acabei participando do evento com uma barraca de comida, primeira vez. Fui a vários eventos destes que fornecem algum tipo de comida de rua, tanto com barracas quanto com os Food Trucks, mas este tem um apelo muito mais interessante, levar a comunidade a freqüentar as praças, estas tão abandonadas nas cidades. Alguns pontos positivos do evento, duração das 12:00 as 20:00 possibilitando que as pessoas e famílias escolham qual o melhor horário para aproveitar o evento, chimarrão do meio dia, da tarde ou do por do sol. Somente 5 barracas de comida, 4 barracas com cervejas artesanais e uma com água e sucos orgânicos. Parece ruim poucas opções, mas é bom para o público, que não perde tempo atrás de seu lanche e para quem está fornecendo a alimentação. Artesanato local dando mais opções do que somente comer e ir embora. Música mecânica e ao vivo, com qualidade, fazendo com que o público permaneça na praça por muito mais tempo. Por fim, pouca fila e espera para comprar sua refeição e sua bebida.

Conclusão, o evento foi muito bem aceito pelo público que entendeu a proposta de ocupar a praça, trazendo cadeiras, suas crianças e toda a família. Com isso quem sabe a prefeitura não melhore a infra-estrutura das praças, fazendo com que a população freqüente sem um motivo específico, somente para aproveitar o espaço ao ar livre.

Outro comentário pertinente, todos se comportaram muito bem, não teve nenhum copo plástico ou papel jogado no chão, deixando o local limpo, claro que a quantidade de lixeiras era compatível com o número de pessoas.

Foi? Gostou? Quer ir de novo? Não foi? Quer ir? Fiquem ligados no facebook pois com certeza novas edições devem acontecer.

facebook da praça

Até.

IMG-20150613-WA0000-1

Anúncios

Comemorações pelo dia do Vinho

Olá a todos, aqueles que me conhecem sabem que sou um apaixonado por vinho, assim sendo, não poderia deixar de registrar o que o governo do Estado do Rio Grande do Sul, em parceria com outras instituições, estão fazendo para comemorar o Dia do Vinho celebrado no dia 27 de maio.

Serão 10 dias de atividades e eventos especiais em cidades específicas e importantes para o vinho Gaúcho.

Início no dia 27/05/2011 e vai até 05/06/2011, para maiores informações acessem o site http://www.diadovinho.com.br/

Agora se você é do Vale do Sinos ou está indo para Gramado/Canela, tenho uma boa dica para comprar aquele vinho especial e ainda bater um papo com simpáticos conhecedores de vinhos.

Em São Leopoldo: Osmar Vinhos, ótimas opções, de nacionais a importados, além de um Osmar simpático e atencioso que até uma provinha de vinho te oferece.

Rua São Joaquim, 1063 – Centro – São Leopoldo , RS | Telefone: 51 3037-3455

Em Canela: Velha Laje Vinhos, excepcionais rótulos disponíveis e se tem algum vinho que gostaria em particular, o Jadir pode importar especialmente para você. Converse com ele, além de vinho ele entende de gastronomia, facilitando a harmonização. A adega é como se fosse a da casa dele.

Maiores informações acesse o site http://www.velhalaje.com.br/

Era isso, espero que tenham gostado das dicas.

Tim-Tim!

Chef Du.


Fenavinho 2011 Bento Gonçalves Serra Gaúcha

Se você adora um vinho, boa comida, viajar e ter uma boa dose de cultura, não pode perder esta festa por nada. A Fenavinho de 2011 iniciou no dia 29/04/2011 e tem o seu final marcado para 08/05/2011, ainda temos um final de semana.

Lembro de ir para esta festa com meus pais, quando ainda era criança, e assim como o vinho Gaucho, a Fenavinho evoluiu para melhor. Jantares harmonizados e chef’s convidados, como a Roberta Sudbrack, uma das melhores chef’s do Brasil, marcam presença hoje nessa festa.

Quando criança lembro-me de receber uma taça de plástico e 4 “vales”, dois de vinho tinto e dois de vinho branco. Estes vinhos eram servidos direto dos garrafões. Hoje, garrafas de alto nível são abertas, pelas dezenas de vinícolas presentes.

Maiores informações acessem o site oficial da feria.

http://www.fenavinhobrasil.com.br/

Saúde e nos vemos por lá.

Att.

Chef Du.


Wine Day Lovara

Caros, neste último dia 26/03/2011, participei de um curso chamado de Wine Day, ministrado pela Escola do Vinho da Miolo Wine Group, que ocorreu em uma das vinícolas do grupo, a vinícola Lovara. Situada em um belo local de Bento Gonçalves, fazendo parte do roteiro do Caminhos de Pedra. A Lovara possui uma ótima estrutura alinhada a boas técnicas de fabricação do vinho. Produzem atualmente 4 vinhos:

Chardonnay: muito refrescante e agradável com notas frutadas e florais.

Merlot: frutado e sem passar por carvalho, resultando em um vinho muito agradável.

Cabernet Sauvignon: também sem passagem pelo carvalho, mas com boa intensidade e um bom corpo.

Gran Lovara: este corte de cabernet sauvignon, merlot e tannat com passagem de 12 meses por carvalho Francês e Americano, possui um bom corpo com notas de chocolate e canela, aromas elegantes e uma cor intensa. Possivelmente tem sustentação para guarda, que recomendo.

E o curso? Basicamente o curso é uma imersão no processo de fabricação do vinho, neste caso somente o tinto. Abaixo, seguem algumas imagens e comentários do que foi visto neste dia.

Tudo começa na colheita das uvas, que na Lovara recebem seleção já no momento da colheita.

Para conseguir um desconto, tive que ajudar nos processos.

Em seguida, rapidamente as uvas são levadas a uma segunda seleção, esta manual.

Mais uma vez, trabalhando para ganhar umas garrafinhas.

Desta esteira os cachos vão para uma máquina chamada “desengaçadora”, que faz de uma forma mecanizada, a remoção das uvas dos cachos, sem romper a casca da uva. Isso é fundamental para a maceração, caso o liquido entre em contato com a parte interna da uva, alguns sabores indesejados podem aparecer no vinho.

Abaixo desta máquina tem um reservatório com as uvas, de preferência intactas, junto com seu suco, que recebe o nome de mosto.

Este reservatório é erguido até os tanques fermentadores e por gravidade recebem as uvas com seu suco.

Uma vez dentro destes tanques, a temperatura é controlada para permanecer em 8°C e assim, fica por cerca de 4 a 6 dias. Este processo é chamado de maceração e por ser em baixa temperatura é chamado de crio-maceração. Durante a maceração ocorre a extração de cor e sabor da uva. A temperatura é controlada para que a fermentação não inicie.

A pós a maceração é adicionado o fermento e inicia-se a elaboração propriamente do vinho, passando por remontagem, prensa para extrair o suco das cascas, transformações dos ácidos, barricas de carvalho, se for o caso, garrafas e por fim, a nossa mesa.

Além de toda esta parte técnica, fomos agraciados com uma degustação dos vinhos da Lovara, já citados e uma degustação do mosto em várias etapas da fabricação do vinho.

Quem conduziu a degustação foi o Adriano Miolo, um dos grandes responsáveis pela modernização das vinícolas na região de Bento Gonçalves.

A mais difícil das tarefas, mas como sempre executei por completo.

Por fim, um ótimo almoço, com galeto, massa carbonara, risoto, filé, tudo muito bem preparado e servido, ao fim uma sobremesa que é uma re-leitura do tradicional sagu com creme, uma pêra no vinho com uma calda de vinho muito parecida com a calda do sagu e uma torta de sorvete de creme, espetáculo.

Para acompanhar alguns belos rótulos dos vinhos Lovara e Miolo.

Mas a cereja no topo do bolo estava por vir, como se tratava da primeira turma de Wine Day da Lovara, conseguimos uma exceção. Foram abertas 6 garrafas de um Gran Reserva da Lovara, safra 1999, guardado na casa da nona somente para ocasiões especiais e concursos. Vinho muito complexo, estruturado e elegante, só tomando para entender.

Duas gerações dos Benedetti mostrando sua relíquia.

Por fim a história da mesa contada com taças.

Para quem quiser realizar o Wine Day, ou qualquer outro curso, degustação, etc da Escola do Vinho da Miolo, acesse o link abaixo e aprveite.

http://www.miolo.com.br/cursos/

Quem tem interesse em realizar um dos curso, eu digo que vale a pena.

Abraços.

Chef Du.


Sushi, onde ir?

Essa é para aqueles que gostam de um peixe cru.

A aproximadamente 5 anos, alguns colegas de empresa e eu, fizemos um curso prático de confecção de sushi. Confesso que não era um amante dessa gastronomia, para piorar a situação, minha esposa comeu um sushi mal feito e nunca mais quis provar, mas como era o sushi que eu fiz ela decidiu arriscar novamente. Pronto, a partir desse momento ela adorou e passamos a freqüentar restaurantes japoneses e sushi bar, além é claro de preparar em casa e em alguns eventos.

Após estes 5 anos com alguns aprimoramentos na técnica de produção de sushi, decidi escrever um post sobre esta gastronomia que está em alta. Então, segue uma lista de alguns restaurantes que já tivemos a oportunidade de conhecer.

Também colocarei minha impressão pessoal de cada um, ajudando a escolher onde comer  essa deliciosa e saudável gastronomia.

Shisso Sushibar e Restaurante (São Leopoldo)

http://www.shisso.com.br/

Um dos mais tradicionais do Vale dos Sinos, ambiente agradável, boa variedade de pratos quentes. Não possui Buffet nos finais de semana e os valores são um pouco salgados. O interessante é que possui um curso de sushi e outro para pratos quentes, quem estiver interessado pode acessar o site.

Sushi Dai Zen (Novo Hamburgo)

http://www.sushidaizen.com.br/site/

Conhecido sushi de Novo Hamburgo, boas opções de sushis e um ambiente muito tradicional, tornam esse lugar diferente dos demais.

Hai Sushi Lounge Bar (Novo Hamburgo)

http://www.haisushiloungebar.com.br/

Um local onde, na minha opinião, possui o melhor sushi da região e o seu ambiente moderno e clean tornam o local harmônico.

Takeshi Temakeria e Sushi Bar (Novo Hamburgo)

http://www.takeshi-nh.com.br/

Bom sushi, tanto do Buffet quanto à la carte, porém local muito movimentado e um tanto quanto estressante.

Niigata Sushibar (São Leopoldo)

http://www.niigatasushibar.com.br/

Boa opção de Buffet em São Leopoldo, ambiente OK, fácil localização e um bom atendimento.

Dado Bier Restaurantes (Porto Alegre)

http://www.dadobier.com.br/

Parece estranho comer sushi no Dado, mas é possível e não é ruim. O Dado tem um sushiman que é responsável só por fazer sushi, dando qualidade ao mesmo. Outro ponto forte é que se pode comer sushi ao meio dia, praticamente todos não abrem ao meio dia.

Daimu Cozinha Japonesa (Porto Alegre)

http://www.daimu.com.br/

Na minha opinião o local perfeito. Não sou muito fã de Buffet, gosto de pedir à la carte e este restaurante aberto por 2 famílias japonesas, tem um sistema de menu degustação para os pratos quentes e o sushi e sashimi são apenas à la carte, por sinal muito bem feito e mais alto que a maioria. Atendimento excelente e o restaurante fica em uma casa antiga em uma rua perpendicular a padre chagas, um espetáculo.

Takedo (Porto Alegre)

http://www.takedo.com.br/

Famoso sushi de Porto Alegre, maravilhosos pratos quentes e uma carta de vinhos excepcional são os diferenciais do local. Porém na minha modesta opinião o sushi não é bom, por um motivo básico, muitas pessoas. Assim o sushi deve ser feito em grandes quantidades e em pouco tempo, pecando na qualidade. O atendimento não foi bom como em todos os outros locais, restaurantes deste tipo devem instruir seus garçons a explicar como a casa funciona e o que são os pratos, pois nem todos sabem sobre a gastronomia oriental. E para piorar a situação, o valor da conta foi muito alto, praticamente o valor por pessoa foi o valor do casal nos outros restaurantes que já fomos. Mas, é um dos mais famosos de Porto Alegre.

Planeta sushi (Porto Seguro)

Facebook

Este sushibar foi uma maravilhosa descoberta que fizemos quando fomos a Porto Seguro. Ótimo sushi, belo ambiente e fora da passarela do álcool, e assim, fora dos garçons chatos te puxando para dentro do restaurante. É uma ótima opção para quem quer fugir da gastronomia local, mas continuar a comer peixe de boa procedência. Fica a dica, sushi é um prato que normalmente é feito em locais limpos e com produtos frescos, e na maioria dos casos podemos ver a confecção dos mesmos.

Bom, estes 9 restaurantes da gastronomia Japonesa ilustram bem o que temos de opções e estilos. Claro que existem outros, mas são os que decidi colocar como exemplo.

Caso alguém tenha alguma sugestão de lugar é só comentar que faço um esforço para conhecer.

Arigato!

Chef Du.


Restaurant Week – Porto Alegre

Um grande evento que está para acontecer em Porto Alegre de 15 a 28 de novembro é o Restaurant Week.

O que é?Restaurant Week é um dos mais importantes eventos gastronômico do mundo. Surgiu há 17 anos em Nova Iorque e hoje acontece em mais de 100 cidades de diversos países.
Tudo começou muito simples, com cerca de 90 casas participantes em toda a cidade e olha que NY tem mais de 10.000 restaurantes. O evento teve a duração de uma semana somente, em julho, mas foi sucesso total.

No ano seguinte iniciou sua impressionante trajetória. Mais de 100 das principais capitais e grandes cidades do mundo já promoveram o seu Restaurante Week como Washington, Boston (ambas com entrada, prato principal e sobremesa a 24,07 dólares), Londres e Amsterdã (entrada, prato principal e sobremesa a 24,07 euros). O preço nem sempre é o mesmo.

O projeto Brasil Restaurant Week iniciou pela cidade de São Paulo no segundo semestre de 2007, com a participação de 45 restaurantes

Depois foi promovida 2 edições em 2008 até chegar ao sucesso atual, em 2009, com duas edições em SP, uma em Brasilia, uma em Recife e duas no Rio de Janeiro. Em 2010 são 8 cidades entre elas Porto Alegre.

Como funciona? Os restaurantes participantes oferecerão menus com entrada, prato principal e sobremesa por R$ 27,50 no almoço e R$ 39,00 no jantar, mais R$ 1,00 (opcional) para uma instituição carente. O valor é sempre o mesmo, o que muda de um restaurante para o outro é o menu.

Quais são os restaurantes? Segue um link para verificar quais são os estabelecimentos que estão participando, qual o seu menu e qual o horário de funcionamento.

http://www.restaurantweek.com.br/default.asp?id=22#[ajax]restlist.asp?Pag= + 1 + &tipo= 4

Para maiores informações acesso o site oficial

http://www.restaurantweek.com.br/default.asp?id=22

Vale a pena freqüentar os restaurantes pois os valores são extremamente atraentes os menus também se tornando uma ótima forma de conhecer novos lugares, onde se pode comer ótimas refeições.

E não se esqueça da contribuição para o instituto do câncer infantil. http://www.ici-rs.org.br/

Espero que tenham gostado das informações e aguardem que grandes novidades estão por vir.

Abraços.

Chef Du.


IV Encontro Aberto da ACERVA Gaúcha

Caros amigos, quem é vivo sempre aparece, então estou colocando um novo post. Os motivos da ausência são muitos, primeiro é neste semestre que realizo o TCC, que no curso de Gastronomia é chamado de Mostra de Novos Talentos, onde o aluno escolhe um tema e elabora um jantar para 3 pessoas com 8 a 9 serviços e ainda tem a parte escrita. Então estou atarefado até demais com isso.

O meu tema se baseia no vinho e suas evoluções históricas e culturais pelo mundo. No seu devido tempo vou postar sobre isso aqui. Enfim, sobrou um tempinho e estou escrevendo um novo post.

Este post é para informar sobre um evento que aconteceu em Porto Alegre, mas que acontece regularmente e vale a pena ir.

No último domingo 07/11/2010, estive no IV encontro aberto de da ACERVA Gaúcha (associação de cervejeiros artesanais do Rio Grande do Sul), o encontro foi realizado no Centro de Eventos Casa do Gaúcho fica no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, com lotação máxima  e mais de 1200 litros de cerveja artesanal, de diversas microcervejarias, cervejeiros artesanais e as produções da ACERVA. Esse encontro é realizado uma vez por semestre e é aberto ao publico, que pode adquirir  os ingressos diretamente com a ACERVA ou em pontos de vendas. O ingresso inclui almoço, sobremesa, carreteiro das 16:00, um copo personalizado e claro muita cerveja de boa qualidade.

Foi possível degustar alguma cervejas artesanais clássicas, como American, Pale e Red Ale e algumas invenções interessantes, como a cerveja maturada com pimenta, a tal de Pink Ale que foi sucesso só pela cor, uma com Guaraná, que definitivamente não foi a melhor idéia que tive, entre outras excelentes, boas e interessantes. Mas todas estavam muito bem feitas.

Maiores informações acessem o link

http://www.acervagaucha.com.br/encontro-aberto/

O próximo é daqui a 6 meses, então fiquem ligados e comprem logo os ingressos, pois a procura é grande e os ingressos são limitados, cerca de 350.

Prost!

Chef Du.